Helios III

1064 nd:yag q-switch laser fracionado para remoção de tatuagem

O Helios III é um laser fracionado de Nd:Yag com função Q-switch que representa um novo padrão para remoção de tatuagem.

O que é um laser Nd:YAG? Nd:YAG é a sigla para neodymium-doped yttrium garnet, que em português significa cristal de ítrio-alumínio-granada dopado com neodímio. Esta é a denominação do meio ativo do laser, o método pelo qual são produzidos os feixes de luz. Normalmente, um laser de Nd:YAG tem comprimento de onda de 1064 ou 532 nanômetros, a bilionésima parte do metro. O Helios III compreende ainda as faixas de transição entre 940nm e 1440 nm, o que permite fragmentar a tatuagem preta e colorida, incluindo pigmentos claros como o amarelo e verde, independente do tom de pele.

>> Veja fotos de antes e depois

helios-iii-slider-1-2

A remoção de tatuagem com laser de YAG obedece ao princípio da fototermólise seletiva, segundo a qual determinadas moléculas são mais suscetíveis a absorção de luz, podendo ser aquecidas e fragmentadas. Entre elas está a tinta da tatuagem, um tipo de pigmento exógeno que absorve o calor e é quebrado em pequenas partículas que são fagocitadas e eliminadas pelo sistema imunológico, resultando na remoção da tatuagem. A fototermólise possibilita remover o desenho de forma seletiva, sem danos as porções despigmentadas da pele, o que reduz o tempo de recuperação.

Para tornar esse processo ainda mais rápido a Laseroptek, fabricante do Helios III, emprega um recurso chamado Q-switch. Com ele é possível emitir pulsos de nanosegundos o que permite utilizar máxima potência sem queimar a pele, removendo a tatuagem em poucas sessões. A tinta da tatuagem pode alojar-se em diferentes camadas da pele, com o Helios III é possível utilizar quatro ponteiras diferentes para atingir cada uma dessas regiões.

Recurso 4G Toning

Enquanto aparelhos mais populares utilizam somente dois modos, azul e preto, o Helios III utiliza até quadro modos em dois comprimentos de onda, tratando de forma efetiva diferentes profundidades da pele.

A ponteira preta utiliza um raio com 1064 nm de comprimento de onda tratando os pigmentos localizados entre a epiderme e a derme. A segunda ponteira utiliza laser colimado, ou seja, um par de raios, ambos com 1064 nm, mas com potência dividida, para alcançar pigmentos ainda mais profundos. A terceira ponteira emite laser fracionado, entregando alta potência de forma alternada para diminuir a dor, minimizar os danos na pele e reduzir o tempo de recuperação. A quarta ponteira, também fracionada, utiliza comprimento de onda de 532nm, ideal para remoção das cores, marrom, vermelho e laranja.

Com a ponteira fracionada do Helios III é possível dividir um feixe contínuo em 81 pequenos raios de igual fluência sem desestabilizar a saída de energia. Assim, é possível reduzir tanto o aquecimento da pele quanto o tempo de recuperação. Os efeitos colaterais como dor, cicatriz por queimadura e hiperpigmentação, comumente vistos em procedimentos a laser são minimizados no tratamento com Helios III. Através do Elemento de Difração Ótica, tecnologia patenteada pela Laseroptek, é possível entregar um raio preciso e uniforme, sem produzir danos desnecessários.

>> Veja mais sobre 4G Toning

As Lentes de Compensação Termal são outro recurso exclusivo da marca. Tipicamente, quando um laser é utilizado por muitas horas seguidas, o meio ativo superaquece, podendo ocasionar distorção e imprecisão, aumentando a possibilidade de queimaduras e reduzindo a eficiência do aparelho. O recurso empregado pelo Helios III evita a divergência de potência entre o eixo do laser e sua região periférica, possibilitando a ação equânime do raio e impedindo o desequilíbrio na ação do feixe de luz.

Certificações e acreditações:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *